Bem Vindo

Somos missionários da Igreja Cristã de Nova Vida.
Todos os textos e materiais disponibilizados aqui são de livre reprodução sem prévio aviso desde que não usado de forma comercial.
Desejando entrar em contato use o email: natan.paraguai@gmail.com
Desejando colaborar utilize o Banco Bradesco - Conta 2264-0 Agência 0876-1 Favorecido: Natanael Dias

quinta-feira, 7 de abril de 2011

O Teatro de Bonecos na Igreja - VII

A Alma do Boneco - III

Ainda falando sobre manipulação, agora não sei se estou falando de teatro de bonecos ou de animação, mas falei anteriormente não só da possibilidade como também da necessidade do manipulador se conhecer e tirar proveito de sua existência para uma boa manipulação. Tendo isso em mente  Jan Schmid da academia de Belas Artes de Praga, fez a seguinte declaração: “Durante os cursos, esforçamo-nos por estimular e desenvolver a fantasia do futuro encenador.
Entre os manipuladores de marionetes, distinguimos os traços da sua personalidade, ajudando-os a encontrar a sua própria abordagem do jogo. Ensinamos aos manipuladores as regras do jogo, que são tão validas para o trabalho de ensaios como para a cena. O teatro de marionetes é tanto mais complicado quanto uma pessoa tem que se exprimir por intermédio de objetos, (teatro de animação), através da marionete, mas também através de um par de tesouras, uma batata, um lenço ou simplesmente uma mão. [Já fiz isso. Esqueci um dos bonecos em uma apresentação e usei a mão].
Seja destinado às crianças ou aos adultos, o teatro de marionetes utiliza a síntese de formas, numa medida muito maior que o ator em um drama.
No teatro de marionetes, manipulamos, mas também cantamos, dançamos, tocamos instrumentos musicais, em suma, trabalhamos com uma gama muito ampla de expressões teatrais”.
Desta forma observamos ser a manipulação a alma do teatro de bonecos e de animação, assim como a própria alma do boneco ou do objeto a ser animado. Dela, depende a abertura e a manutenção do canal de comunicação. Observados aspectos básicos do teatro de animação e bonecos, que são, dentre outros, foco e objeto, teremos que o bom boneco muitas vezes será o pedaço de pau rijo, que saberá olhar o publico com curiosidade, se interessar quando o seu interlocutor lhe dirigir a palavra e manifestar entendimento tanto do que fala quanto do que escuta.
Sendo assim, podemos declarar que a manipulação é a própria vida do boneco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário