Bem Vindo

Somos missionários da Igreja Cristã de Nova Vida em Coelho da Rocha.
Todos os textos e materiais disponibilizados aqui são de livre reprodução sem prévio aviso desde que não usado de forma comercial.
Desejando entrar em contato use o email: natan.paraguai@gmail.com
Desejando colaborar utilize o Banco Bradesco - Conta 2264-0 Agência 0876-1 Favorecido: Natanael Dias

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

sábado, 13 de dezembro de 2008

Necessidade do niger 1




Querido Pr (...)



Que a paz de Jesus esteja renovando suas forças afim de nunca cansar de fazer o bem.



Meu amado estou muito interessada em conhecer o Irmão e o trabalho de missões que vcs tem desenvolvido, outra coisa também é conversarmos sobre como podemos cooperar no envio do Natanael e sua Família ao Níger.



Tenho estado acompanhando o Natanael e família desde que eles ingressaram no treinamento com a Antioquia, e desde então temos orado pela chegada dele no Níger onde carecemos com urgência de obreiros.



Quando digo: carecemos com urgência, não estou apenas usando um jargão que expressa pressa, ao invés disto falo de meu coração, falo do que tenho vivido lá nos anos que se passaram.



O Níger é um país Mulçumano onde paradoxalmente o governo nos da apoio para desenvolvermos trabalhos sociais completamente evangelísticos.



Assim foi com o terreno que doaram para a construção de nossa escola evangélica e além disto o Ministro de esportes tem esperado com grande expectativa quando abriremos uma escola de futebol brasileiro neste país.



Que oportunidades para a pregação!!! Mas não temos os obreiros, estamos orando e esperando o mover-se da igreja ao redor do mundo...



Podemos abrir igrejas neste país que conta com apenas 7000 crentes para uma população de 12 milhões... Já temos duas implantadas, e faltam casais para o pastoreio e treinamento de obreiros nacionais, visando um efetivo crescimento da igreja.



(...)



Missionária (18 de outubro de 2007)








Amados, estou feliz que vocês estejam com a visão firme no alvo, adorar a Jesus através da obediência ao chamado pessoal...



Temos orado muito por um casal para pastorear uma igreja que queremos iniciar no bairro de Saga, capital de Niamey, já existe uma iniciativa de evangelismo neste bairro, mulheres tem sido evangelizadas através do projeto de costura e artesanato, mas para o pastoreio da igreja é preciso um casal.



Estou segura que Deus tem usado vocês aí no Paraguay e os tem treinado para o desafio que virá no Sahel.



Já tenho falado muito de vocês para nosso diretor no Brasil e para os responsáveis pelo cuidado pastoral de Latinos, Fred e Sandy que moram no país de Gales.



Espero ter oportunidade de conhecer os pastores (...) pra que possamos conversar mais sobre o envio de vcs e ver como podemos ajudá-los a chegar no Níger e ali desenvolver um ministério eficaz que honre ao Pai.



Queridos, abraço enorme (...)



Missionária 15 de setembro de 2007








No Níger:



A escola continua crescendo, agora em busca de um novo diretor, ore pra que Deus mostre esta pessoa.



O projeto com as mulheres precisa de mais apoio financeiro e mais obreiros pra que possa crescer, Ore por um pastor para aquela região de Saga afim de que uma igreja se estabeleça ali.



Três novos missionários brasileiros se juntaram a equipe no Norte do país, orem pois o governo do Níger decretou estado de urgência no Norte do país, Os rebeldes estão dispostos a qualquer coisa...



A equipe que está na liderança ali precisa de muito apoio em oração a fim de ouvir a Deus para o ministério ali.



Obrigada por seu apoio e oração nesta fase que espero se conclua muito em breve.








13 de setembro de 2007








Olá Natanael, a principio quero agradecer muito por suas orações. O que seria de mim sem a intercessão dos santos.



(…)



Como já disse pra vinda de vocês há muita expectativa da equipe aqui, iniciamos já há um ano um projeto em um novo bairro, com mulheres, ensinando ponto cruz, costura, sempre pregando o evangelho. Há pessoas interessadas, o alvo é uma igreja neste bairro, mas no momento são duas missionárias que trabalham lá, pra começar a igreja precisamos um casal, e já há um ano oramos ao Pai na expectativa de que o coração de vocês esteja aberto a essa oportunidade… Mas somos flexíveis e se o Pai colocar no coração de vocês fazer algo diferente aqui, estamos aqui pra dar 100% de apoio.



(...)



Um abraço enorme.



Missionária (abril de 2007)



Por aqui o desafio é grande, (...) infelizmente nos faltam obreiros para aproveitar essas oportunidades. Exemplo: O Governo do Níger, este país 90% mulçumano, nos dá terreno gratuito para construirmos escolas cristãs, mas não temos mais obreiros. Já temos uma escola primária cristã com 50 crianças.



(...) algumas vezes já fomos apedrejados quando apresentamos o filme Jesus na rua, mas de um modo geral a tolerância do povo para com os cristãos é muito grande. (...). Desenvolvemos outros projetos sociais como futebol com crianças e jovens, bordado e artesanato com mulheres, grupos de alfabetização todos com fins evangelísticos, o trabalho aqui é lento, mas dá resultados...



1. Quais as necessidades do Projeto?



Obreiros, temos oportunidades para começar outros projetos e não temos recursos humanos, nossas igrejas precisam de professores de adultos e crianças, conselheiros de casais, discipuladores. Precisamos de pessoas para juntamente com nossa equipe começarem novas igrejas... Precisamos de obreiros para coordenação dos projetos sociais.



Precisamos de oração, as pessoas tem recebido muito do amor de Jesus, mas tem medo de aceitá-lo, elas sabem que as conseqüências são: rejeição da família, amigos, sociedade toda e algumas vezes mesmo a morte, então só o Espírito Santo através das orações dos Santos podem convencer as pessoas a aceitar Jesus quando as conseqüências serão: provável perda de emprego, perda de esposo ou esposa, dos filhos, dos parentes, dos amigos, perda do respeito, humilhações, fome, nudez, e dai por diante.



Precisamos de orações.



Precisamos de Igrejas e pessoas interessadas em se associar a nós para financiarem estes projetos.



Missionária 2006



Principais dados do Níger







Principais dados
do Níger:







Nome oficial: República do Níger.



Nacionalidade: nigeriana.



Principais Datas: 3 de agosto
(Independência); 18 de dezembro (Proclámação
da República).



Capital: Niamei.



Cidades principais: Niamei (391.876), Zinder (119.827),
Maradi (110.005), Tahoua (49.948), Agadez (32.272) (1988).



Idioma: francês (oficial),
tuaregue, hauça, djerma.



Religião: islámismo 89%
(sunitas), crenças tradicionais 11% (1995).



POPULÁÇÃO:



Total: 10,7 milhões (2000),
sendo hauças 56%, djermas 22%, fulánis 9%, tuaregues
8%, berberes 4%, outros 1% .



Densidade: 9,02 hab./km2.



População urbana: 20%
(1998).



População rural: 80%
(1998).



Crescimento demográfico: 3,2% ao ano (1995-2000).



Fecundidade: 6,84 filhos por mulher (1995-2000).



Expectativa de vida M/F: 47/50 anos (1995-2000).



Mortalidade infantil: 115 por mil nascimentos
(1995-2000).



Analfabetismo: 84,3% (2000).



Índice de Desenvolvimento Humano (0-1): 0,374
(2007)*.



POLÍTICA:



Forma de governo: República com forma mista de
governo (ditadura militar desde 1999).



Constituição em vigor: 1999.



ECONOMIA:



Moeda: franco CFA.



PIB: US$ 2 bilhões (1998).



Crescimento do PIB: 2,1% ao ano (1990-1998).



Agricultura: algodão em pluma, feijão-de-corda,
amendoim, milhete, sorgo, arroz.



Pecuária: bovinos, ovinos, caprinos, aves.



Pesca: 6,3 mil t (1997).



Mineração: urânio, carvão,
gipsita, cassiterita.



Indústria: alimentícia, têxtil,
bebidas (cerveja), materiais de construção (cimento).



Principais parceiros comerciais: França, Costa do
Marfim.



Organizações: Banco Mundial, FMI, OMC,
ONU, OUA.



Embaixada: Tel. (202) 483-4224 - Washington D.C., EUA. -
Não há embaixada no Brasil.






A missão Antioquia













A missão Antioquia é uma instituição
sem fins lucrativos, que a mais de 30 anos se dispõe a
auxiliar a igreja no cumprimento da Grande Comissão.
Trabalhamos em parceria com igrejas, organizações,
fundações e indivíduos, tanto para envio, como
para manutenção dos projetos desenvolvidos. Em regiões
onde a Missão Antioquia não trabalha, enviamos
missionários em parceria com outras organizações.



VISÃO



Promover a transformação
do Evangelho em áreas negligenciadas de Palavra e de obras.



MISSÃO



Capacitar a igreja em missões transculturais e
assessorar seus obreiros para atender as demandas da evangelização
do mundo atual.



VALORES



1. Vida de fé, oração
e crença na ação sobrenatural de Deus em cada
etapa da missão. Em nossa sede, no Vale da Bênção,
temos o Centro de Oração, onde nas 24 horas do dia
mantemos uma vigília permanente. Nossos missionários,
alunos e coláboradores têm entendido que a oração
move o coração de Deus e reconhecem sua dependência
dEle, para realizarem o seu trabalho.



Cremos que a razão de tantas vitórias, de
todo o crescimento e da continuidade dos trabalhos em diferentes
países, reside no fato de termos a oração como
nossa atividade básica.



2. Treinamento como base fundamental
para formação de caráter. O Curso de Preparo
Missionário oferecido pela Missão Antioquia tem cinco
meses de duração, com início em fevereiro.
Quatro meses são destinados às aulas teóricas -
práticas e no quinto mês os alunos realizam um estágio
transcultural supervisionado em um país da América
Latina.




O CPM desperta o interesse por
missões transculturais e equipa o aluno para comunicar o
Evangelho em outra cultura. Nosso programa inclui matérias
específicas, tais como: Teologia Bíblica de Missões,
História de Missões, Fenomenologia da Religião,
Antropologia Cultural, Contextualização, Noções
de Lingüística, História de Missões, Vida
do Missionário, etc. Há também treinamento no
levantamento de recursos pessoais para serem enviados ao campo. Além
de experiências práticas de evangelismo em grupo no
decorrer do curso. A Missão Antioquia mantém também
o STEMA - Seminário Teológico e Escolá
de Missões Antioquia, onde estudam anualmente
cerca de 80 alunos, sendo trabalhados para terem uma visão
global do ministério: Oração, Missões e
Ação Social.



3. Igreja como instrumento no
cumprimento da missão. Atuamos despertando a Igreja Brasileira
para um compromisso de intercessão e envio aos povos não
alcançados, especialmente na Janela 10-40, onde há
esmagadora maioria de muçulmanos, hinduístas e
budistas. Para isso a Missão Antioquia tem participado
ativamente de congressos, encontros e visitas às mais variadas
denominações, além de promover cursos
específicos. A Antioquia Promove anualmente o SIM
Israel/Ismael e a Conferência Missionária, para que
líderes e membros da Igreja Brasileira sejam despertados para
se envolverem com missões.



4. Empreendimento e parcerias como estratégia
para transformação integral de vidas.



5. Compromisso em formar uma liderança na Igreja
nacional.



6. Ênfase nas pessoas, com
comprometimento de vida, tanto pessoal como familiar.



7. Cuidado integral de seus membros.



Hoje, 30 anos depois de fundada, a
Missão Antioquia já treinou e enviou aproximadamente,
150 missionários para 20 países. Contamos atualmente
com um número de 101 missionários. Além do
trabalho de evangelização e discipulado, nossos
missionários têm trabalhado na área social, com
crianças carentes, alcoólicos e drogados, auxiliando a
igreja local nos seus diferentes ministérios, despertando a
visão missionária e trabalhando na capacitação
da liderança local.



É para participar deste
ministério que te apresentamos o casal Natanael e Simone Dias
e, suas filhas Sarah (12) e Sophia Hanna (3), e te desafiamos a junto
conosco e com a benção do Nosso Senhor, a levá-los
ao Níger, país muçulmano, no norte da África.
Leia seu histórico. Ore. E entre em contato conosco para saber
como participar dessa obra.






sexta-feira, 19 de setembro de 2008

No Olho do Furacão

Ciudad Del Este, 05 de setembro de 2008

Graça e Paz. O desafio de reacender a chama da igreja em Ciudad Nueva, parece nos ter posto no olho do furacão. Estamos tentado interagir com a comunidade com o curso de bordado que Simone tem ministrado as terças e quinta no templo. Temos saído para panfletar, distribuir folhetos evangelísticos e estamos orando. E é com suas orações que você pode participar ativamente deste processo. A região a qual estamos é no dizer de um dos membros da igreja, “demasiadamente fanática”. Por isso já escutamos que o que fazemos é coisa do diabo. Sentimos que eles querem se aproximar, mas, o temor é grande. Há aqueles inclusive que evitam nossa calçada. O ambiente é bastante desfavorável. Mas, contamos com suas orações nos auxiliando a suportar e reverter esta situação. Desejamos semear o quanto possamos antes de nosso retorno ao Rio.

Isso mesmo, ao fim do ano, mais precisamente em dezembro, estaremos iniciando nossa viagem a África, pelo Rio de Janeiro. Será um período para revisão médica, acertos de documentos, despedidas de familiares, treinamento, e outros afazeres antes que possamos embarcar. Mas, até lá, nossas forças estão em semear Ciudad Nueva e o colégio La Paz.

O trabalho no La paz, tem sido bastante cansativo, mas gratificante. Simone se esmera buscando na Bíblia os exemplos e textos que usará em classe. Ela está com alunos do 1º ano ao 8º. A classe de bibliologia foi satisfatória. Agora iniciei um trabalho baseado em um curso de evangelismo que fiz a pouco tempo e que obrigará os alunos a terem bastante contato com a Bíblia. Os frutos do primeiro semestre continuam buscando caminhar na trilha do Senhor. O que nos alegra muito, apesar de não estarem em nossa igreja.

Além das lutas espirituais, as finanças tem andado apertadas. Por favor continuem orando por nossa saúde e livramento de acidentes, já que aqui até o médico do governo é pago. E não temos condições de ter qualquer gasto imprevisto.

Por favor, orem:

l Por sabedoria e discernimento espiritual.

l Por nosso trabalho no colégio La Paz.

l Por nosso sustento.

l Para que os anjos do Senhor dissipem qualquer atmosfera negativa a evangelização do bairro Cidade Nova.

Natanael, Simone, Sarah e Sophia Hanna.

segunda-feira, 2 de junho de 2008

OPORTUNIDADES

Simone costuma dizer que sou aquele tipo de evangelista que comumente cria as oportunidades. Não importa qual seja o assunto, encontro um caminho de ir ao evangelho. Ultimamente não tem sido assim. As oportunidades tem surgindo muito naturalmente. De uma maneira de certa forma surpreendente. Na entrega de folhetos que fizemos alguns dias atrás, eu pudia sentir no rosto das pessoas o pedido de "fala-me dELE".

Hoje, uma nova porta se abriu. A diretora do colégio pediu para que ministrassemos o curso do Evangelho de João também aos professores. Já aceitamos e vamos começar daqui a pouco. Por isso peço sua oração:

Pelo estudo do Evangelho de João, que estaremos iniciando hoje (02/06), com os professores do colégio La Paz. Boa parte deles não são cristãos. De forma que com suas orações, esperamos que ao até ao final do curso de seis semanas possamos ter novos membros na familia de cristo.
Esta mesma oração peço para a classe que estamos ministrando aos alunos de sétimo ao nono grado. São 43 alunos na sua maioria não cristãos, que estão tendo este contato dirigido pelo evangelho de João. O estudo com eles começou na semana passada.
Orem agradecendo pelos folhetos os quais estava necessitando para distribuir próximo a igreja e continuarmos nosso programa de evangelização. Já me chegou as mãos uma quantidade considerável.

VIAGEM: De 11 a 27 de julho estarei no Rio de Janeiro.

Por favor orem

  • Por minha viagem.

  • Para que tenha os recursos suficiente para viajar sem tirar do suprimento das meninas que permanecerão aqui.

  • Para que muitas igrejas desejem abrir as portas para ouvir as notícias daqui e dos planos para o Níger.

Agradeço a Deus por tê-lo orando conosco.

Natan, Simone, Sarah e Sophia Hanna

sexta-feira, 23 de maio de 2008

Atividade de Evangelismo

Ciudad del Este, 23 de maio de 2008

Hoje tive minha primeira experiência em fazer panfletagem com a igreja de Ciudad Nueva. Caminhamos por ruas pelas quais havíamos previamente orado. A recepção foi ótima. O trabalho foi bem simples. Como primeiro contato com a comunidade, baseou-se somente no ato de entregar os panfletos e dizer: “El SEÑOR te bendiga”.

Uma questão que me entristeceu um pouco, foi que não conseguimos cubrir todas as ruas pelas quais havíamos orado. Já que não tínhamos panfletos suficientes. É que aqui é muito difícil de se conseguir. Estou me movimentando para tê-los. Orem por isso. Pois como faltam ainda algumas ruas, semana que vem gostaria de fazer essa panfletagem por elas antes de partirmos para a próxima etapa.

Uma alegria, foi a de ver a minha parceira de caminhada conseguir chegar até as casas e oferecer os folhetos aos moradores. Antes de iniciarmos a caminhada, ela havia demostrado total falta de capacidade para entregar um panfleto. Quanto mais bater palmas, oferecer os panfletos e bendizer a vida da pessoa.

Um fato interessante que me ocorreu, foi que ao entregar um panfleto a duas senhoras, resolvi falar o nome de Deus em guarani, e somente a senhora mais idosa compreendeu, tendo traduzido para a outra, menos idosa, que pareceu-me não conhecer o nome de Deus em guarani.

Somente fui rechaçado uma única vez. Ou seja, o aproveitamento foi quase completo, já que não houve semelhante relato pelas outras duplas de distribuição.

Em nossa caminhada identificamos apenas três pessoas que se declararam Cristãs.

Como a atividade se restringiu a panfletagem, algumas vezes pude sentir em algumas pessoas o pedido silencioso de que falássemos alguma coisa sobre a porção da Palavra de Deus que estávamos distribuindo. Mas, nos contemos. Contamos com suas orações para que os corações continuem sendo preparados.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Ampliando os Horizontes

Ciudad Del Este, 20 de maio de 2008

Depois de vivermos a experiência da Páscoa. Agora, três vezes por semana estamos no colégio La Paz. Em abril começamos como professores. Em verdade o desejo da diretora e nosso é ampliar o testemunho cristão, já que a maioria dos professores, assim como os alunos, não são cristãos. Simone esta nas classes de primeira a oitava séries ministrando português e eu estou ministrando orientação cristã aos alunos da sétima a nona série. Mais sobre esta experiência e como colaborar você pode ler em http://simoneparaguai.blogspot.com.

O culto no lar já rendeu que uma pessoa voltasse a conviver com a igreja. O que muito nos alegra. Glória ao SENHOR por isso.

Demos nosso primeiro passo em busca da evangelização do bairro onde está localizada a igreja. Semana passada estivemos orando pelas ruas em torno da igreja. Esta semana estaremos fazendo distribuição de folhetos, e a partir da semana após à distribuição, estaremos fazendo evangelismo pessoal. Necessitamos que suas orações nos acompanhem nessas iniciativas, e que essas pessoas que estarão nos acompanhando no evangelismo, tenham condições de por em prática àquilo que já estudaram e aprenderam. Agora que já temos salas na igreja, necessitamos das pessoas que a utilizem. Mesmo com as salas, continuamos nos reunindo na calçada.

Outra coisa, que temos agora é casa. Desde 20 de maio estamos em nossa casa. Agradeço a todos os irmãos que estiveram orando por isso. O apartamento veio exato com algumas coisas que pedimos a Deus. Inclusive com armário nos quartos, o que não havíamos pedido. Mas, ELE é maravilhosamente fiel e, vai muito além do que pedimos ou pensamos.

Por favor, orem:

Por nosso sustento. O apartamento é três vezes mais caro do que pagávamos em Ñemby. (Isso aqui é um interior muito caro de se viver)

Para que algum ou alguns irmãos se proponha a pagar o curso de francês. A mensalidade é de R$ 140,00 para nós dois.

Para que os anjos do Senhor dissipem qualquer atmosfera negativa a evangelização do bairro Cidade Nova.

Por nossa saúde. Que anda bastante debilitada.

“DEUS tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandece o seu rosto sobre nós para que se conheça na terra o teu caminho, e entre todas as nações a tua salvação”. Salmo 67 1,2.

Natanael, Simone, Sarah e Sophia Hanna.

sábado, 3 de maio de 2008

Eles precisam de suas orações

Alunos do nono Grado

Acosta Jara, Isaac Germán
D´Eclesis Ferreira, Carolina
Fariña Godoy, Luis Fernando
Díaz Díaz,Débora Denice
Dominguez Samaniego, Liz Mariela
El Attar Blanco, Airton Mustapha Haider
Garay Uriarte, Regis Ivan
Guillen Mora, Paloma Gianina
Kachmar Carvallo, Maryam
Maidana Daniel, Anibal Samuel
Morquilla Peralta, Gustavo Javier
Paniagua González, Alex Ayrton
Sharon Lee,
Zaracho Galeano, Nidia Araceli
Jimenez Velasquez, Manuela Ines
Pereira Orue ,Ariel Ulises
Ojeda Riveros, José Augusto

Novas Experiências

Queridos irmãos.

No mês de abril nós iniciamos uma nova experiência em nosso ministério, que é o de estar em sala de aula ministrando em várias classes.

Em verdade, está experiência é totalmente nova para Simone. Ela está atuando como professora de português para crianças desde a primeira série até a oitava série. Eu volto a viver a experiência que já havia vivido no quilombo ministrando educação religiosa, que aqui eles chamam de Aconselhamento Cristiano, aos jovens da sétima a nona série. Também tento ensinar português aos jovens da nona série.

Foi um mês difícil para nós. Tateamos no escuro, por nossa pouca experiência e também pelos escassos recursos, em termo de material de apoio. Mas, creio que estamos conseguindo alcançar o intento da diretora que é o de principalmente aumentar a presença e os exemplos de cristãos dentro do colégio, além de as crianças terem acesso a aconselhamento cristão. Papel que temos buscado desempenhar.

Há casos e casos de famílias destruídas pela falta de diálogo, perdão, etc. Há jovens depressivos. Fatos que estão além de nossa capacidade. O que podemos fazer e temos feito é apresentar o Deus que perdoa, o Filho que nos defende, o Espírito que nos consola. Nos entristecemos com eles, choramos com eles, e oramos com eles.

E nessa questão de oração, creio que sua participação pode ser efetiva. Pode adotar um deles e guardá-lo em oração.

Uma outra coisa que poderia ser de utilidade para eles, seria se corresponder com nossos saudáveis jovens cristãos. Necessitam de amizades cristãs.

De forma que seria até um incentivo para nossas classes de português se os irmãos incentivassem seus filhos a se corresponderem com nossas crianças.

Uma primeira carta poderia ter o seguinte teor:

Olá, meu nome é ______________, tenho tantos anos, _____________, vivo na cidade tal, sou cristão, e gostaria de me corresponder com você. Gostaria de saber como é a sua cidade e as coisas que se pode fazer aí para se divertir. Como é sua paisagem, e as coisas legais que há por aí. Por exemplo, aqui na minha cidade nós temos _________________________. Como eu sou cristão, quando tenho alguma dificuldade costumo falar com Deus, para que Ele me ajude a encontrar as respostas. Se você estiver passando por alguma dificuldade e queira que eu fale com Ele por você. Fica a vontade. Pois quero ser seu amigo.

Espero sua resposta.


Assinado: Fulano de tal

Envie sua carta para caixa postal – 08 CEP: 85857-970 – Foz do Iguaçu – PR

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Novo Desafio

Na próxima Segunda-feira, temos um novo desafio pela frente.
Simone e Eu começaremos a ministrar classes de português na escola onde Sarah e Sophia estão estudando.
Simone ministrará para alunos da primeira a oitava série, e eu para lunos da nona série.
Não preciso dizer que para nós é um grande desafio, já que não é propriamente esta nossa aréa de atuação.
A intenção da diretora é que possamos dar testemunhos bíblicos, já que a maioria dos alunos não é cristã. E claro, esta é nossa intenção também.
Precisamos de suas orações para que possamos alcançar o nosso objetivo.
Também estamos precisando de material para poder fornecer os estudos. Os amigos da aréa da educação que puderem colaborar conosco, agradecemos.
Nosso endereço postal é:
Caixa Postal - 08 - Foz de Iguaçu - PR - CEP: 85857-970

Que o Senhor te abençoe rica e abundantemente.

domingo, 23 de março de 2008

Grupo de Louvor



Agora, conto com o auxílio de Simone e Sarah no teclado se empenhando no louvor.

Na Páscoa






Na Páscoa, este foi o lindo grupo ao qual tivemos oportunidade de testemunhar de Cristo.

Em Março


“…; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra”.

Isto é o que você tem feito, juntamente conosco aquí no Paraguay. Sendo testemunha. E foi essa experiência de testemunhar a todo um colégio que eu e Simone vivemos esta semana. O colégio da Sarah é um colégio cristão que está povoado em sua maioria por alunos não cristão, e com o advento da semana santa fomos convidados para ministrar ao colégio a respeito. Escolhemos o tema A Páscoa e o grupo, e assim pudemos falar sobre a família de Deus e como eles poderiam fazer parte dessa família. Ministramos a alunos do sexto grado ao terceiro ano do nível médio e aos professores. Também escrevemos uma história para explicar como começou a páscoa as crianças do jardim até ao quinto grado. Eu e Simone visitamos sala por sala. Deixamos um desenho de um cordeiro e escrevemos acima dele que Cristo é o cordeiro da páscoa. As crianças ainda experimentaram o matza, que é o pão israelita, sem levedura. Foi um dia bastante especial este que passamos na escola. E cremos que alguma coisa deve ter ficado. Sempre fica.

Agora contamos com o auxílio de um carro em nosso ministério. Foi um milagre a forma como ele nos chegou a mão. Ele foi colocado a nossa disposição já há algum tempo, mas necessitava dos quatro pneus para que pudéssemos fazer uso. (Conto o milagre de como chegou os pneus em http://www.qlombola.multiply.com/, no texto não andeis anciosos).

No culto no lar que estamos realizando semanalmente, temos percebido o agir de Deus em pessoas que não são da igreja. Semana passada uma senhora que está frequentando o culto declarou depois dele que havia descoberto o que estava faltando para completar aquele dia. O culto. Esta declaração nos alegrou muito. E esta semana tivemos a oportunidade de realizar o culto em outra casa onde haviam três jovens não cristãos, levemente embriagados, mas, que ficaram até o fim. São coisas que nos alegra. Falar aos necessitados.

Estamos um tanto como anciosos para iniciar a evangelização em torno da igreja. Mas, infelizmente ainda não podemos. Um dos motivos é que simplesmente não temos espaço. O local é bastante pequeno. E outro é que a liderança anterior assumiu o compromisso de construir duas salas em anexo a igreja em troca de não pagar alguns meses de aluguel. E tenho que cumprir esse compromisso para honrar o nome de Nosso Senhor.

Semana passada começamos uma escola Bíblica. Nos reunimos na calçada. Fora da igreja. E durante este mês estamos incentivando a igreja a leitura do livro de Provérbios. Para ver se eles adquirem o gosto pela leitura. Pena que a maioria não tenha a Bíblia. A não ser aquela porção dos Gideões Internacionais. O que muito agradeço a Deus. Mas, nos restringe ao Novo testamento, Salmos e Provérbios.

Continuo pedindo oração por:

1. Nossa casa. Ainda estamos hospedados na base de Mission Society.

2. Para que algum ou alguns irmãos se proponha a pagar o curso de francês. A mensalidade é de R$ 140,00 para nós dois.

Quanto a nossa ida ao Rio de janeiro, estamos esperando uma sinalização da missão para que possamos estar divulgando nossa ida a África. Então, peço que orem para que possa ter uma definição quanto esta ida. De qualquer forma. Seguiremos em servir ao Senhor em todo tempo, estejamos onde estivermos.

Essa carta e fotos podem ser vistas em http://www.qlombola.multiply.com/